terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Como eu me sinto quando

Condescendência. Auto-piedade. Comiseração. Auto-indulgência.

Tudo isso eu sinto quando preciso acordar muito cedo pra chegar na hora em algum compromisso.

É simplesmente automático, sem negociação, sem mão na consciência, inevitavelmente irresponsável, no sentido de "não posso ser responsabilizada por", pois a sensação é de que eu não controlo minha necessidade de "só mais cinco minutinhos" - e que óbvia e instantaneamente, se tornam UMA HORA.

Só me dou conta de que tô meia hora atrasada quando toca um alarme do celular, me dizendo que é hora de sair!

Quem sabe eu devesse passar a colocar alarmes impostergáveis pra hora do banho...

Mas me sinto tão ridícula tendo que fazer isso!

Isso não me traz memórias agradáveis. Me lembra de quando eu era menina, e minha mãe tinha que me dar surra de toalha molhada, jogar água em mim, tudo preu aceitar que eu precisava levantar da cama às seis da manhã pra ir à escola.

Talvez eu devesse voltar a morar com a minha mãe. Ou ensinar minha cachorra a me morder de manhã cedo.

Vou estudar melhor esses planos.

Talvez você goste de...

Tags

ABDA (4) academia (2) acordar (1) adolescência (1) agressividade (2) álcool (1) alimentação (1) android (1) anjo da guarda (1) ano novo (1) ansiedade (6) antidepressivos (2) apertar dentes (1) aplicativos (2) arte (2) asperger (1) astrid (2) atrasos (1) autismo (1) autoboicote (1) autoconhecimento (1) autosabotagem (1) banho (1) bau (2) bebida (2) benfeitoria (1) benjamin franklin (1) bispo do rosário (1) blog (3) bruxismo (1) bula (1) bullet journal (1) bulletjournal (1) casa (1) causos (1) celular (2) cérebro (4) ciclotimia (1) cocaína (1) colônia Juliano Moreira (1) como eu me sinto quando (1) comorbidades (1) contato (1) cotidiano (22) cozinha (2) crianças (1) crianças cristal (1) crianças índigo (1) crise (1) dança (2) daniel radcliff (1) dda (1) dentes (1) depressão (3) desatento (3) dgt td (1) dica (2) direito (1) disforia (1) dispraxia (1) distmia (2) distração (3) divagar (1) divaldo franco (1) dívidas (1) dor (1) dorgas (1) dormir (1) drogas (1) efeitos colaterais (3) eleições 2014 (1) escola (1) espiritismo (4) esquecimento (5) estimulantes (1) estrutura externa (3) estudos (2) evernote (1) Exercício (1) exercícios (3) facebook (1) faculdade (1) festa duro (1) foco (1) forbes (1) fórum (1) gardenal (1) gerenciamento de tempo (4) gestor de tarefas (2) google (1) grupo de ajuda (1) gtasks (1) hallowell (2) Hariel (1) harry potter (1) hiperatividade (2) hiperativo (3) hiperfoco (1) Hospício Pedro II (1) impulsividade (1) infância (1) insensata (1) insônia (3) ioga (2) Joanna de Ângelis (1) jogos (1) kátia cega (1) leitura (1) link (2) listas (3) literatura (1) livro (9) loucura (1) lumosity (3) maconha (1) Maksoud (2) mandíbula (1) mau-humor (1) medicação (11) meditação (4) meme (6) memes (1) memória (1) metilfenidato (1) métodos (5) mitos (9) mostra (1) não está sendo fácil (1) neurofeedback (1) notícia (1) o ciclo da auto-sabotagem (1) organização (6) party hard (1) paulo mattos (2) pesquisa (1) Pinel (1) poesia (1) posts (1) Produtividade (1) psicologia (1) ranger dentes (1) reiki (1) relações sociais (2) relato (1) religião (3) resenha (2) rio de janeiro (1) ritalina (7) ritalina com bobagem (1) rivotril (1) rotina (2) russel barkley (1) São Paulo (2) saúde (2) Seminário (2) site (1) sono (2) stanford (1) tarefas (2) tasks. listas (1) tda (1) tdah (18) tdah adulto (7) tdah infantil (3) tendência (1) teorias (1) teste (2) trabalho (5) tv (1) viagem (1) viagra (1) vício (1) vida financeira (1) Vídeo (5) vídeos (1) vugnon (1) yoga (2)