terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Tdatacada

Não parece que tem dias que o TDA tá mais atacado?
Esses dias deixei a receita do remédio vencer e PQP tô mais repetitiva que um papagaio com essa história de que deixei vencer a poha da receita nem eu me aguento mais com isso mas enfim  fiquei uma semana sem medicação.
É lógico que eu pensei "mifu!", mas fiquei surpresa com o meu poder de concentração nesses dias "sóbria".
Claro que eu me metia na conversa dos outros, respondia pergunta que não era pra mim, cantava no meio do expediente e vivia com os fones de ouvido pregados na orelha com medo de me dispersar demais. Mas não fiz caquinhas nas minhas planilhas, não mandei e-mails pra pessoas erradas e não perdi o prazo de nada do que me comprometi a fazer.
Perdi vários compromissos, inclusive não fui à terapia. Foi uma semana de atrasos constantes! Fiquei frustrada, mas no fim da semana, quando vi que não tinha dado prejuízo pra ninguém e inclusive tive meu trabalho elogiado, me perdoei. (Em crítica, me disseram que eu deveria ter mais foco, mais atenção na execução das tarefas e menos insegurança, já que meu trabalho é bom. Era mais fácil ter dito "Seu trabalho é muito bom! Exceto a parte do DDA que não é muito legal...". Disseram que eu deveria ser mais participativa também. Isso quer dizer que eu preciso tirar os fones de ouvido e dispersar mais? Complicado, gente.)
Na semana seguinte voltei à academia, voltei a estudar, fui na fisio, cheguei na hora no trabalho. Estava cheia de prazos e era minha última semana antes de sair de férias. Precisava deixar pendências zeradas. 
E não é que nessa pressão toda, fiz caquinha (de leve) na planilha, mandei e-mail pro lugar errado, esqueci várias coisas que tinha pra fazer, de anotar vários lembretes e compromissos no celular?
Como isso é possível, se eu estava medicada?
Pelo jeito, o remédio não faz milagre. A gente tem que estar ligado o tempo todo e não se descuidar.
Acho que por estar de posse daquele bilhete amarelo já me senti segura demais, baixei a guarda e o TDAH atacou com tudo!
Acho que o certo é ficarmos sempre vigilantes, sabendo que temos uma probabilidade maior de cometer erros. Mesmo medicados.
Droga de droga. ¬¬

Talvez você goste de...

Tags

ABDA (4) academia (2) acordar (1) adolescência (1) agressividade (2) álcool (1) alimentação (1) android (1) anjo da guarda (1) ano novo (1) ansiedade (5) antidepressivos (2) apertar dentes (1) aplicativos (2) arte (2) asperger (1) astrid (2) atrasos (1) autismo (1) autoboicote (1) autoconhecimento (1) autosabotagem (1) banho (1) bau (2) bebida (2) benfeitoria (1) benjamin franklin (1) bispo do rosário (1) blog (3) bruxismo (1) bula (1) bullet journal (1) bulletjournal (1) casa (1) causos (1) celular (2) cérebro (4) ciclotimia (1) cocaína (1) colônia Juliano Moreira (1) como eu me sinto quando (1) contato (1) cotidiano (22) cozinha (2) crianças (1) crianças cristal (1) crianças índigo (1) crise (1) dança (2) daniel radcliff (1) dda (1) dentes (1) depressão (3) desatento (3) dgt td (1) dica (1) direito (1) disforia (1) dispraxia (1) distmia (2) distração (3) divagar (1) divaldo franco (1) dívidas (1) dor (1) dorgas (1) drogas (1) efeitos colaterais (3) eleições 2014 (1) escola (1) espiritismo (4) esquecimento (5) estimulantes (1) estrutura externa (3) estudos (2) evernote (1) Exercício (1) exercícios (3) facebook (1) faculdade (1) festa duro (1) foco (1) forbes (1) fórum (1) gardenal (1) gerenciamento de tempo (4) gestor de tarefas (2) google (1) grupo de ajuda (1) gtasks (1) hallowell (2) Hariel (1) harry potter (1) hiperatividade (2) hiperativo (3) hiperfoco (1) Hospício Pedro II (1) impulsividade (1) infância (1) insensata (1) insônia (3) ioga (2) Joanna de Ângelis (1) jogos (1) kátia cega (1) leitura (1) link (2) listas (3) literatura (1) livro (9) loucura (1) lumosity (3) maconha (1) Maksoud (2) mandíbula (1) mau-humor (1) medicação (11) meditação (3) meme (6) memes (1) memória (1) metilfenidato (1) métodos (5) mitos (9) mostra (1) não está sendo fácil (1) neurofeedback (1) notícia (1) o ciclo da auto-sabotagem (1) organização (6) party hard (1) paulo mattos (2) pesquisa (1) Pinel (1) poesia (1) posts (1) Produtividade (1) psicologia (1) ranger dentes (1) reiki (1) relações sociais (2) relato (1) religião (3) resenha (2) rio de janeiro (1) ritalina (7) ritalina com bobagem (1) rivotril (1) rotina (2) russel barkley (1) São Paulo (2) saúde (2) Seminário (2) site (1) sono (2) stanford (1) tarefas (2) tasks. listas (1) tda (1) tdah (18) tdah adulto (7) tdah infantil (3) tendência (1) teorias (1) teste (2) trabalho (5) tv (1) viagem (1) viagra (1) vício (1) vida financeira (1) Vídeo (5) vídeos (1) vugnon (1) yoga (2)