domingo, 5 de fevereiro de 2012

Carta aberta a um grupo do Facebook

Gostaria de manifestar meu descontentamento, bem como minha MÁGOA perante a intolerância e rejeição que sofri nesta comunidade, de forma desproporcional e descabida. Para isso, ainda estou sendo obrigada a me identificar, coisa que evitei fazer nos últimos meses com o fim de me preservar. Porém, meu sangue ferve diante de injustiças (vejam bem, eu estou tremendo neste momento e não sou uma pessoa que gosta de perder o controle...) e me sinto obrigada a me manifestar. Em agosto do ano passado fui diagnosticada com TDAH e buscando informações sobre o assunto fui gentilmente "cooptada" por nosso amigo Ferreira Grama a participar deste fórum. Conversei online com muitas pessoas, troquei experiências valiosas, experiências estas que resolvi estender à publicação de um blog chamado Diário de uma Avoada - http://diariodeumaavoada.blogspot.com - em que conto meu cotidiano desde que obtive diagnóstico. Embora permanecendo anônima, divido ali, como todos aqui fazem, minhas preocupações, minhas trapalhadas rs e minhas descobertas acerca do TDAH. Uso inclusive outro perfil do FB para isso. Ainda obtenho trocas maravilhosas com pessoas igualmente ótimas. Me deparei com um assunto que muitas outras pessoas me revelaram já terem entrado em contato, que trata de "crianças índigo". Inocentemente postei o link do blog aqui, com o fim de discutir o assunto com outras pessoas. Em nenhum momento quis impor minha opinião, difundir crença religiosa ou converter pessoas, MUITO MENOS DESACREDITAR ESTUDOS CIENTÍFICOS E O TRABALHO MÉDICO DE PROFISSIONAIS QUE NOS AUXILIAM EM NOSSO TRATAMENTO. Creio piamente e defendo o diagnóstico baseado em exame clínico, realizado por profissional da área. Me trato com um psiquiatra e uma psicóloga. Simplesmente quis dividir uma informação que cruzou o meu caminho e pelo visto, cruzou o caminho de outras pessoas. O retorno das pessoas foi variado: vi pessoas curiosas, outras identificadas com o tema e outras rechaçando veementemente. Todos praticando o direito democrático do livre debate. Quão grande se torna a minha surpresa ao retornar aqui para continuar a trocar figurinhas e me vejo BANIDA da comunidade,e meu tópico excluído! Antes mesmo de constatar isso, passei o meu primeiro dia de férias, que foi hoje, de cabeça baixa, pensativa e com o coração pesado, pois recebi comentários um tanto quanto hostis de um dos administradores do grupo. No entanto, nunca imaginei que a defesa veemente do ceticismo culminaria em uma aitude discriminatória. Porque obviamente me senti discriminada, no mínimo rejeitada! Em nenhum momento sequer eu fui descortês, desrespeitosa ou impertinente com nenhum dos membros deste grupo e quem me conhece sabe que eu não poderia sê-lo com ninguém, nem no auge do meu desgosto, como vocês todos podem ver. Em um espaço em que se garante a livre discussão como um grupo online do FB considero passar por isso um verdadeiro achincalhe do meu direito de livre expressão! Em minha defesa, relato ainda que o assunto em questão - "crianças índigo" - embora tenha cunho diversificado, não se desvia do foco e objetivo do grupo, pois é relacionado com TDAH. A mera discussão do tema não ameaça em nenhum momento, ao meu ver, a veracidade irrefutável de que lidamos com um transtorno largamente reconhecido pela comunidade médica. Se em algum momento ofendi a moral de alguém, a atitude minimamente civilizada que se espera é que esta pessoa me comunicasse seu incômodo e como pessoa civilizada que sou, com dignidade me retiraria deste grupo tão seleto de pessoas. Porém, haja vista o tratamento que me foi dado, acho dubitável que este grupo seja tão seleto assim, ou tenha administradores com o mínimo de civilidade esperada de um cidadão comum. E isto constato com o máximo pesar, diante da constante acolhida e camaradagem com que o @Ferreira Grama sempre me dispensou. Ainda assim, me digno a desculpar-me caso tenha ofendido ou maltratado alguém, embora ache isso muito improvável de ter ocorrido, diante de minhas raras, porém sempre cordiais aparições na comunidade.

Talvez você goste de...

Tags

ABDA (4) academia (2) acordar (1) adolescência (1) agressividade (2) álcool (1) alimentação (1) android (1) anjo da guarda (1) ano novo (1) ansiedade (6) antidepressivos (2) apertar dentes (1) aplicativos (2) arte (2) asperger (1) astrid (2) atrasos (1) autismo (1) autoboicote (1) autoconhecimento (1) autosabotagem (1) banho (1) bau (2) bebida (2) benfeitoria (1) benjamin franklin (1) bispo do rosário (1) blog (3) bruxismo (1) bula (1) bullet journal (1) bulletjournal (1) casa (1) causos (1) celular (2) cérebro (4) ciclotimia (1) cocaína (1) colônia Juliano Moreira (1) como eu me sinto quando (1) comorbidades (1) contato (1) cotidiano (22) cozinha (2) crianças (1) crianças cristal (1) crianças índigo (1) crise (1) dança (2) daniel radcliff (1) dda (1) dentes (1) depressão (3) desatento (3) dgt td (1) dica (2) direito (1) disforia (1) dispraxia (1) distmia (2) distração (3) divagar (1) divaldo franco (1) dívidas (1) dor (1) dorgas (1) dormir (1) drogas (1) efeitos colaterais (3) eleições 2014 (1) escola (1) espiritismo (4) esquecimento (5) estimulantes (1) estrutura externa (3) estudos (2) evernote (1) Exercício (1) exercícios (3) facebook (1) faculdade (1) festa duro (1) foco (1) forbes (1) fórum (1) gardenal (1) gerenciamento de tempo (4) gestor de tarefas (2) google (1) grupo de ajuda (1) gtasks (1) hallowell (2) Hariel (1) harry potter (1) hiperatividade (2) hiperativo (3) hiperfoco (1) Hospício Pedro II (1) impulsividade (1) infância (1) insensata (1) insônia (3) ioga (2) Joanna de Ângelis (1) jogos (1) kátia cega (1) leitura (1) link (2) listas (3) literatura (1) livro (9) loucura (1) lumosity (3) maconha (1) Maksoud (2) mandíbula (1) mau-humor (1) medicação (11) meditação (4) meme (6) memes (1) memória (1) metilfenidato (1) métodos (5) mitos (9) mostra (1) não está sendo fácil (1) neurofeedback (1) notícia (1) o ciclo da auto-sabotagem (1) organização (6) party hard (1) paulo mattos (2) pesquisa (1) Pinel (1) poesia (1) posts (1) Produtividade (1) psicologia (1) ranger dentes (1) reiki (1) relações sociais (2) relato (1) religião (3) resenha (2) rio de janeiro (1) ritalina (7) ritalina com bobagem (1) rivotril (1) rotina (2) russel barkley (1) São Paulo (2) saúde (2) Seminário (2) site (1) sono (2) stanford (1) tarefas (2) tasks. listas (1) tda (1) tdah (18) tdah adulto (7) tdah infantil (3) tendência (1) teorias (1) teste (2) trabalho (5) tv (1) viagem (1) viagra (1) vício (1) vida financeira (1) Vídeo (5) vídeos (1) vugnon (1) yoga (2)